Depois de bater perna em Manaus, ficar hospedada na selva, tive também a oportunidade de conhecer Presidente Figueiredo. Conhecida como a “Terra das Cachoeiras”, a cidade fica a 147 quilômetros da capital amazonense, ou a 2 horas de van, que foi o meu caso.

Existem muitas maneiras de conhecer as famosas cachoeiras de Presidente Figueiredo. Você pode fazer um bate-e-volta ou dormir na cidade para conhecer ainda mais coisas. Seja como for, se tem um tempinho a mais em Manaus, eu recomendo muitíssimo a visita.

Conhecendo Presidente Figueiredo

Primeiro vamos as informações logísticas, como faz, quanto custa, como não faz, hahaha! Bom, o passeio que fiz a Presidente Figueiredo é um tour, de dia inteiro, que custa R$180. A princípio você pode achar muita coisa, mas ele inclui o transporte (eles nos buscaram no hotel), o almoço e a entrada em algumas das atrações que visitamos. 

A van me buscou às 8h30, éramos aproximadamente 20 pessoas no tour. De Manaus a Presidente Figueiredo foram 2 horas de estrada, o que é bem tranquilo para um bate-e-volta 🙂

O que eu visitei em Presidente Figueiredo

Apesar do título do post, eu posso garantir que conhecer todas as cachoeiras de Presidente Figueiredo é tipo um desafio. De acordo com o Ministério do Turismo, são mais de 100 cachoeiras catalogadas em todo o município. Por isso, ir com uma agência pode ser uma mão na roda, pois os passeios já ficam definidos.

A minha primeira parada foi a na Caverna Refúgio do Maroaga. Na verdade, a van para no início de uma trilha e é preciso andar aproximadamente 2,5 quilômetros para chegar a entrada da caverna. Este passeio só pode ser feito com um guia. Então, se está planejando ir de carro, é necessário contratar um dos guias do Centro de Atendimento ao Turista, em Presidente Figueiredo.

Caverna Refúgio do Maroaga

O guia vai na frente, andamos uns 20 minutinhos no meio da selva e chegamos na caverna. Entramos com uma lanterna acesa, do celular mesmo kkkk o guia tava com a sua. A caverna é bastante escura e você escuta os morcegos voando o tempo todo. Sem pânico – um pouco talvez- mas eles não vão em cima de você. Grande parte do percurso vamos com o pé na água e o guia vai explicando sobre as formações rochosas. Até que chega em um ponto, em que ele avisa que vai desligar a lanterna para observarmos os sons da caverna. Poderia ser legal, mas, ele começa a contar umas histórias de terror e o breu gera um certo pânico. Uma das senhoras que estava no passeio ficou bastante nervosa e, confesso que esta parte eu não curti muito não.

Seguimos até uma queda d’água e chegamos a segunda parada do tour das cachoeiras em Presidente Figueiredo. A Gruta da Judéia tem uma queda d’água que forma uma “piscina” de cor dourada. O visual é bonito, mas não tem aquele efeito WOW, por isso, só vale a pena se você estiver com tempo.

Gruta da Judéia

Depois dos dois lugares, voltamos ao centro de Presidente Figueiredo para almoçar. Como disse, o valor inclui a refeição, um prato simples de peixe, em um restaurante que fica do lado da Corredeira do Urubuí, isso significa que dá para comer e dar um mergulho 🙂

Presidente Figueiredo

A parada seguinte era a Cachoeira de Iracema. Porém, o grupo todo chegou no acordo de visitar a Lagoa Azul, que é outro ponto muito famoso de Presidente Figueiredo. Além de desviar o roteiro, o novo lugar exigiu uma contribuição de R$5 de gasolina por pessoa, pois fica mais longe, mais os R$ 25 da entrada. A Lagoa Azul é como se fosse um Fervedouro do Jalapão. Como eu já fui ao Jalapão, acabou perdendo um pouco da graça, pois o lugar não é tão natural assim, parece que foi construído, o que quebra o clima do passeio. Mas ele é natural só não parece muito kkkk Mas, se você tem interesse já fique sabendo, a Lagoa Azul funciona só de Fevereiro a Agosto.

lagoa azul

Saímos de lá e seguimos para a Cachoeira do Asaframa, que fica dentro de uma propriedade privada e, por isso, custa R$ 25 para entrar. Felizmente, o valor já estava incluído no nosso passeio <3 O mais legal da Cachoeira do Asaframa é o fato de poder tomar banho por trás da queda d’água, ou seja, dá para ficar horas ali, só lavando a alma!

Cachoeira do Asaframa

Para fechar, queria indicar uma outra cachoeira que eu não fui por falta de tempo, mas, que todo mundo diz que vale a pena. A Cachoeira do Mutum é conhecida pelos buracos que força da água formou, criando verdadeiras jacuzzis naturais. Precisa de mais motivos? 😀

Cachoeira do Mutum em Presidente Figueiredo Amazonas / Photo by: @izabelefreitas / Reprodução Instagram

Vou ficar com aquele vontade de voltar, né? Porém, se são mais de cem cachoeiras, dá para ir muitas vezes em Presidente Figueiredo. Agora, vale a pena você analisar se vai fazer o passeio com uma agência ou por conta própria. E, se a minha recomendação vale alguma coisa, eu diria que por mais que dê para fazer um bate-e-volta, vale a pena dormir uma noite e conhecer, com calma, todas as cachoeiras que estiverem na sua lista.

Organize melhor sua viagem 
Já reservou o seu Hotel? Eu sempre uso o Booking, melhor site para reserva e com opções em todos os lugares do mundo! 
fimdepost_vamocomigo

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por rebecca
Ex- futura arquiteta, antiga Diretora de Arte e Mídia, atual Analista de Marketing Digital e para sempre Nômade.