“O que fazer em Edimburgo, por apenas 24h?” – você deve tá se perguntando… Calma aí, eu posso me explicar haha Edimburgo merece sim AO MENOS 3 dias pra você aproveitar  e se você já fez uma busca rápida, deve ter descoberto a quantidade de paisagens e lugares incríveis que existem na Escócia. Até por isso, 24 horas não fazem muito sentido mesmo. Porém, quando planejei esta viagem, a ideia era a de ficar esses 3 dias por lá. Mas, por uma mudança de planos de última hora, acabei tendo que ir pra Dublin, na Irlanda, para umas reuniões de equipe do e-Dublin (projeto que participei durante um tempo) 😀
Eu andava de muito mau humor em viajar, acreditem. Eu morava em Paris e nas última viagens, eu tive que pegar um vôo de um aeroporto à 123km de lá e sempre, sempre, quase perdia o vôo…. Pois, não importa o quão cedo eu saisse, sempre pegava trânsito na saída da cidade. Além disso, o frio incomodava muito também e eu sempre ia reclamando: porque danado eu inventei de comprar isso, haha! Será que tinha perdido o meu espírito aventureiro? 🙁
Mas depois da reunião em Dublin, no sábado, fui para Edimburgo, toda enroladinha no cachecol rumo a Escócia e esperando o mal humor do mundo todo porque seria no frio e na correria, de novo. Mas esta viagem se revelou uma grande surpresa e parecia que eu estava descobrindo muitos sentimentos de novo!

O que fazer em Edimburgo
O que fazer em Edimburgo por 1 dia
Antes de te dizer o que fazer em Edimburgo (será que eu já sabia, rs), vou falar de um tópico muito importante. Sempre gosto de contar um pouco sobre a distância do aeroporto da cidade e como sair de lá da forma mais custo x benefício possível. Afinal, esse é o lugar que a gente fica mais inseguro e acaba gastando muito para ir para o hotel o mais rápido possível.  O Aeroporto de Edimburgo não fica longe do centro da cidade e o transfer custa 7,60£ ida/volta (aproximadamente R$ 40,00). Logo da saída você vai ver um ônibus de dois andares e uma fila, é lá mesmo que você vai! Daí você ver a parada que fica mais perto de onde você vai ficar, usando o google mesmo… por isso eu sempre viajo com internet no celular 🙂
Eu cheguei na hora do pôr-do-sol, às 16h30 no inverno, ou seja, não teria muitas horas de dia para aproveitar a luz e descobrir o que fazer em Edimburgo. Exatamente por isso, decidi não ir direto para o hostel (fiquei nesse aqui que fica bem no centro) e – com a mochila nas costas – desci 3 pontos antes do que deveria e fui andar pela cidade. De verdade, eu fiquei só esperando o meu mau humor chegar, afinal, tinha poucas horas, estava na correria e carregando peso… Mas, ele não veio. O que veio foi uma cidade toda amarela e laranja de um outono não tão frio e uma bandinha de gaita fole passando pela rua. Vocês precisavam me ver correndo pra lá e pra cá com a minha mala quando escutei a bandinha de longe… EU NÃO ACREDITO QUE TEM UMA BANDINHA PASSANDO! Eu devo ter atropelado umas 4 senhorinhas com minha euforia de sair atrás da banda kkkk a minha vontade era entrar no meio que nem carnaval de Olinda sabe? ♥ PARANRARANRANRAN

Descobrindo o que fazer em Edimburgo

Logo de cara, a cidade me encantou de uma forma inacreditável! Tinha ficado fácil me perder pelas ruas e, aos poucos, descobrir o que fazer em Edimburgo ♥  Eu tive sorte, muita sorte de ter descido naquele ponto que me apresentou um caminho tão incrível ate o hostel. Passei pelo parque Princes Street Gardens que começou com um cemitério, uma igreja e uma vista incrível do Castelo de Edimburgo.
Logo que cheguei, estava toda preocupada em pensar no que fazer em Edimburgo por 1 dia só. Mas,  mal podia imaginar que em 2h a eu conseguiria ver e me encantar com tanta coisa.  Que cidade linda MEUSENHOR, pra cada canto que eu olhava sentia que estava com aqueles olhinhos brilhando, milagrosamente eu não estava cansada, acho que tava muito feliz pra sentir qualquer cansaço… Isso porque a noite ainda não tinha chegado.
passeios e descoberta de o que fazer em edimburgo
O Skyline de Edimburgo
Descobrindo o que fazer em Edimburgo
Edinburgh tem uma áurea meio magica… Não sei dizer, mas, quando saí do hostel e fui subindo a ladeira pra old town, um lua cheia iluminava a rua e os prédios, parecia uma cidade cenográfica daqueles filmes de suspense. Sem dúvida, nunca tinha visto algo parecido. Eu estava me sentindo muito animada kkkk Assim como em qualquer cidade, a minha primeira questão não era exatamente o que fazer em Edimburgo, mas sim o que comer, hahaha! Fui jantar num restaurante que o recepcionista tinha me indicado e o nome era sugestivo: World’s end. O local é um pub/restaurante e foi uma ótima indicação. A comida era muito boa e, mesmo pagando em pounds, eu não achei tão absurdo. Uma cerveja (porque agora sou dessas), o prato principal (que não me perguntem o nome porque o inglês da Escócia me deu vontade de voltar pro CCAA) e um suco de maçã, custou 18 euros. E, foi lá que eu vi que os homens usam mesmo Kilt e não é apenas uma roupa tradicional, a galera usa no dia-a-dia mesmo.
O que fazer em Edimburgo: onde comer
Sai de lá rumo ao nada! A verdade é que eu ainda não sabia o que fazer em Edimburgo…. Já era noite e não tinha pesquisado nada e nessa volta acabei dando de cara com um ghost tour… A cidade tem muita cara de filme de suspense e não me espantei que eles tivessem esse tipo de programa por lá, custava 12 euros… Fui. A guia era muito caricata e contou histórias muito bizarras da cidade, como a época em que as pessoas não tinham banheiro nos prédios e jogavam baldes e baldes de xixi e cocô pela janela, quem tivesse passando embaixo que se cuidasse haha banho de merda pra começar o dia.
Depois ela nos leva para um subsolo onde as minhas aulas do CCAA não fizeram muito efeito… Eita sotaque difícil de entender 🙁 aquele escuro e o medo de que um alma aparecesse ali do lado não me deixavam prestar muita atenção kkkkk Eu pensava que o tour seria tipo uma casa fantasma mesmo, sabe? Com sustinhos esporádicos premeditados por eles, mas não tinha nada disso… Eram só histórias macabras e a guia contando-as bem teatralmente algumas histórias que aconteciam na cidade… A mulé as vezes dá uns gritos contando essas histórias só pra assustar.
o que fazer em Edimburgo ghost tour
Saindo de lá ainda sem rumo, passei em frente a um pub que parecia que estava bombando demais. Era lá mesmo que eu ia terminar minha noite. Não pagava nada pra entrar e eu peguei uma cerveja implorando pro moço aceitar meu pagamento no cartão, deu certo. Eram 21h e a galera ja estava louquíssima! Ou seja, se está pesquisando o que fazer em Edimburgo, saiba que beber tem que estar na sua lista! Existem muitos Pub’s na cidade!
Eu entrei na muvuca e me diverti com tanta gente doida, uns caras vinham conversar e eu lembrava o quanto as aulas do CCAA fizeram falta no tour, agora com cerveja e musica alta é que não iriam fazer efeito mesmo, hahaha! Ele falava uma coisa e eu escolhia entre: yes, no and me too. Todas deram certo pelas risadas deles, ponto pra mim. (Ufa)
Descobrindo um pub em Edimburgo
O cansaço finalmente bateu! Meia noite eu já tava no hostel e pela graça de Deus minhas companheiras de quarto também, todas pronta pra dormir!
O restante das minhas 24 horas em Edimburgo
Depois de uma noite de sono completa, acordei já com a lembrança de que o meu vôo saia às 13h. Ou seja, não podia deixar as coisas no hostel… Bora sair de novo com aquela mala e a mochila dar um rolé. Dei sorte de novo nesta viagem em que nada pesquisei… Mesmo ainda sem ideia do que fazer em Edimburgo e com pouquíssimo tempo para isso, descobri que às 11h teria uma homenagem aos mortos em guerra e que todo ano tem. Mais uma chance para ver as bandinhas de gaitas de foles que iriam passar por ali de novo. Dei uma volta pelas partes da cidade que vi a noite e sentei no Starbucks pra esperar. Eu estava me sentindo muito feliz, essa era uma das últimas viagens que fazia na Europa antes de voltar pro Brasil depois de 2 anos e meio morando fora. Na hora de ir pra cerimônia deixei as velhinhas putas da vida porque eu tava com uma mala no meio da multidão kkkk Mas foi bem bonito, 1 minuto de silêncio pelos mortos na guerra em que você não escutava nem a respiração das pessoas.
o que fazer em edimburgo: cerimônia mortos em guerra
Logo depois da cerimônia, peguei o ônibus para o aeroporto (aquele mesmo que me deixou no centro)e parti para casa. Poucas semanas depois, eu iria embora de Paris e toda essa jornada estava terminando como tinha começado: massa demais! E sabe quanto custaram os trechos Paris-Edimburgh-Paris? 20 euros! :O Comprei pela Vueling 🙂
Fim da viagem em Edimburgo
Quanta coisa a gente consegue viver em 24h, né?

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por rebecca
Ex- futura arquiteta, antiga Diretora de Arte e Mídia, atual Analista de Marketing Digital e para sempre Nômade.