Cheguei no deserto do Atacama no dia 11/06/2017 vulgo MEU ANIVERSÁRIO yaaaaaaaaaay cheguei no primeiro vôo, tocando o solo Atacamense antes mesmo do meio dia o que deu um intervalo de deixar as coisas, ter o melhor almoço de aniversário da vida e fechar todos os passeios da semana. Começando por um pôr do sol incrível no Valle de la Luna!

valle-de-la-luna

ganhei até parabéns pra você dos funcionários 🙂

O passeio pro Valle de la Luna + Valle de la Muerte começa sempre às 15h por razões óbvias, o intuito do passeio é ver o pôr do sol então quando você chega na cidade já da pra se encaixar num tour, opção não vai faltar porque em San Pedro é impossível você sair e não ser abordado por alguém na rua vendendo tour. Eu tinha lido em muitos lugares que o ideal é você fechar um pacote de passeios numa agência só porque da pra ter um descontão, mas também rola fechar 1 com uma agência, analisar se o serviço prestado esta de acordo com o que você precisa e depois fechar o resto. Eu fechei tudo de uma só vez porque eu tinha acabado de chegar e já tinha ido em várias agências, tava cansada já haha.

valle-de-la-luna

ruazinha onde ficam muita agências

Como falei antes, todos os passeios no Atacama a gente tem que pagar “a entrada”.  O Valle de la Luna custa 3000 pesos por pessoa que não é pago na agência, todo destino tem um guichê de entrada onde a gente faz esse pagamento. Com muitos lugares no Atacama, O Valle de la Luna é formado por rochas salinas, o branco nas rochas e o frio faz a gente pensar que se trata de neve, mas não… é tudo sal 🙂 O passeio passa por pequenas cavernas onde a lanterna do celular é essencial nesse pedaço haha não rola levar mochilas porque tem partes que são bem difíceis o acesso… visitar o Atacama é tonificar os músculos a cada passeio.

valle-de-la-luna

valle-de-la-luna

Depois de se apertar muito nessas rochas a vista la de cima é espetacular. Uma mistura de rochas e dunas com o sol que batia nelas, deixava a paisagem linda.  Inclusive existem tours que realizam trekking pelo Valle de la Muerte e sandbord nessas dunas, deve ser divertido.

valle-de-la-luna

valle-de-la-luna

Importante lembrar que pelo fato da gente fazer essas mil trilhas, obviamente o corpo esquenta né e os casacos passam a ficar pendurados ali e aqui mas quando saimos para ver o pôr do sol o casaco foi necessário. Lá eu assisti um dos pores do sol mais lindos que já vi na vida, aquelas rochas com suas diferentes cores se misturando com a luz do sol, sério… não tem como descrever. Toda essa experiência estava carregada de uma emoção de ta ali, no meu aniversário depois de um ano turbulento e cheio de mudanças radicais… uma sensação de que sim, eu deveria estar ali, naquele dia, assistindo aquele pôr do sol e que ele estava acontecendo só pra mim ♥ Muita coisa passa na cabeça por conta de uma decisão trivial eu estava ali e eu ainda teria mais 4 dias naquele lugar. *violinos ao fundo*

valle-de-la-luna

O primeiro dia no Atacama tinha sido mágico e eu estava ainda muito ansiosa pra fazer os outros passeios, alguns ainda não confirmados pois semanas antes teve uma nevasca cabulosa que fechou o acesso dos dois principais passeios: Pedras Rojas e os tatios geysers.

Informações importantes:

  • O passseio saiu dentro de um pacote que eu fiz de 5 passeios que saiu 81.000CPL tudo (valor em 2017)
  • Leve protetor solar, o frio só engana
  • Leve também uma garrafa de 1,5L de água pra todos os passeios, a gente ta no meio do deserto né? a desidratação é normal.
  • Sapatinho confortável, sempre.
  • Reserve sua hospedagem com antecedência, para ver opções de hospedagem clique aqui.

No dia seguinte, eu deveria ir pras Pedras Rojas porém ainda não estava aberto então fiz o passeio do Valle do Arco Íris + Lagunas escondidas.

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por rebecca
Ex- futura arquiteta, antiga Diretora de Arte e Mídia, atual Analista de Marketing Digital e para sempre Nômade.