painel de azuleijos

Acho que a palavra Portugal nunca foi tão falada no Brasil, né? Todos os dias parece que tem uma matéria nova sobre “como ir morar em Portugal” haha Porém, ouvimos muito falar sobre a capital Lisboa e, apesar do tamanho do país, há muitos lugares para explorar. Em 2016, aproveitando que tinha um amigo morando na cidade, decidi passar um fim de semana no Porto, e conhecer um pouco mais da principal cidade do Norte de Portugal.

O Porto é uma cidade pequena-grande e é um tanto surpreendente. Ao contrário do que se imagina de Portugal (sol e calor), a cidade tem muitos dias de chuva e o tempo vira de uma hora para a outra. Então, se você está pensando em visitar, prepara a mala mista, porque pode fazer calor no inverno e frio no verão. Eu fui no mês de Novembro, meio do Outono, e de fato a previsão não ajudou muito: friozinho, dias cinzas e chuva (ou ajudou né? porque é uma marca registrada da cidade). Muita gente de lá diz que a cidade combina com os dias cinzas – sei não, hein, não sou muito fã de dias cinzas 🙁 Eu passei um fim de semana no Porto e posso afirmar que ainda sou fã do sol.

O bom de ir para uma cidade em que você tem alguém é poder despreocupar com lugares para ir, comer e ver. Amigos que se tornam nossos guias, né não?! haha Outra parte tranquila foi o acesso do Aeroporto até a cidade. Dá para fazer de várias maneiras, eu fui de metrô que custou 2.40€ e levou aproximadamente 35 minutos, facinho. O metrô do Porto é bem tranquilo de andar, pois já tem uma estação no Aeroporto e as trocas são feitas praticamente todas na mesma estação (Trindade) que já é bem no centro da cidade. A linha amarela (que foi a que eu desci) cruza o centro histórico e dá acesso a pontos importantes da cidade como a Estação de São Bento, a Avenida dos Aliados e segue até a outra cidade (Gaia) que já já eu explico onde fica!

Se você gosta de prédio antigo, igreja e comida, o Porto é um ótimo destino. A minha impressão quando eu botei o pé na cidade é a de que eu estava no Brasil, tipo Olinda/Recife, com aquelas ruelas iguaizinhas ♥ Como o meu amigo morava no centro histórico, eu já saí de casa fazendo um tour. Agora  prepara as pernas porque é subir morro o tempo todo!

Fim-de-semana-no-Porto

O primeiro lugar que fui, neste tour de fim de semana no Porto, chama Miradouro da Vitória, um mirante meio abandonado, mas com uma vista linda da Ponte D. Luís (cartão postal da cidade) e dos telhados do casario que, por sinal, saem muito bem na foto. #instagramgoals e Juan (meu guia + host) também arrasa nas fotos! 🙂

Fim-de-semana-no-Porto

Sobe morro. Para. Foto. Sobe morro! A maioria das minhas viagens eu faço tudo a pé, o que é otimo porque a gente tem uma desculpa pra se acabar em comer haha

Cheguei no Jardim da Cordoaria, que fica bem no centro da cidade, perto de prédios históricos e com vista para a Torre dos Clérigos – outro ponto importante da cidade. Dali para a Livraria Lello (que inspirou a J.K. Rowling) são poucos passos. O ingresso para entrar na livraria, que já tem mais de 100 anos, custa 3€ (mas, se você compra alguma coisa lá dentro, este valor é descontado)… Agora, além de pagar a entrada, para conseguir entrar tem que esperar um tempinho e encarar uma fila na porta, ou seja… eu peguei minha bike e fui embora kkkk 

Fim-de-semana-no-Porto

Por falar em J.K. Rowling, o Porto é cheio de histórias relacionadas ao Harry Potter. Pelo o que me contaram, a escritora morou lá alguns anos e, foi nesse período que ela começou a escrever o primeiro livro. Inclusive, basta andar 5 minutinhos na rua para ver os alunos com os trajes da Universidade do Porto, para entender o quanto ela realmente se inspirou para criar o universo do Harry Potter, o uniforme deles é igual o do Harry, muito bonitinho. Depois da Livraria Lello ficamos andando pelas ruelinhas da cidade, curtindo as tunas dos estudantes das universidades (bandinhas). O tempo ruim deu uma afastada das pessoas na rua, mas como só tinha um fim de semana no Porto, catei um guarda-chuva e tinha que bater perna, né.

Ah, e como eu falei, se você gosta de igreja, o Porto é o lugar certo.

Uma das mais famosas é a Igreja do Carmo que tem um painel gigantesco de azulejos. Aliás, a história desta igreja é bem engraçada, ou melhor da capela ao lado. Eu não falei que no Porto tem muita igreja? Pois é! Do lado dela foi construída a Capela do Carmo, só que para não ser uma parede colada na outra – parece que isso é algo proibido – construíram uma casinha bem no meio para o Padre da Capela. Aí começa  briga! A Capela queria ser mais bonita que a Igreja e vice-versa. Então, uma aumentou a sua torre para ficar mais alta, a outra fez o mesmo, na disputa acrescentaram um crucifixo para ficar ainda mais alto e por aí foi. Dizem que até hoje, quem frequenta uma, não frequenta a outra haha #guerrasanta A Igreja do Carmo fica bem do lado da reitoria da Universidade do Porto e é impossível não parar pra dar uma olhada nos detalhes. Sem contar que as fotos ficam sensacionais, né mores.

Fim-de-semana-no-Porto

Nessa mesma região ficam muitas lojinhas que merecem ser vistas, tem muita coisa bacana e bonitinha, além da arquitetura ser beeem interessante. Uma dica é visitar “A Vida Portuguesa”, que fica praticamente ao lado da Livraria Lello. Produtos bem originais portugueses 🙂

A peregrinação continuou e fui em alguns pontos “tem que ver” da cidade. A Avenida dos Aliados, a Rua das Flores, Estação de São Bento e a Sé do Porto, que também tem uma vista que vale a pena. Tanto morro tem que valer de alguma coisa, né!

Fim-de-semana-no-Porto

Depois de subir isso tudo, (e se você já foi no Porto sabe do que tô falando) desci tudo até chegar na Ponte D. Luís. Dá para ver a ponte tanto do lado do Porto quanto de Gaia, que é a cidade do outro lado do rio. Apesar de não parecer, o Porto está colado a outra cidade, que chama Vila Nova de Gaia e basta atravessar a ponte a pé, tipo menos de 10 minutos e você já tá em outra cidade. Aliás, é em Gaia que ficam os armazéns de vinho do Porto, e não no Porto! 🙂 Bom, já dá para imaginar que existe uma rivalidade entre as duas, né? Tipo Rio x Niterói só que com uma ponte que se atravessa a pé! O importante é saber que tanto na margem do Rio no Porto quanto em Gaia, tem um monte de restaurantes, bares e cantinhos perfeitos para sentar, apreciar e tirar umas fotos! Ah, e mesmo que só tenha um fim de semana no Porto como eu, cruzar a ponte é um passeio obrigatório.

Fim-de-semana-no-Porto

Voltei a subir morro, passear pelas ruas, tirar fotos, até chegar na ponte. De lá de cima você tem uma outra visão da cidade e do rio, é bem alto! Do outro lado está o Jardim do Morro (que já fica na cidade de Gaia e também tem uma estação de metrô) que, dizem que num dia bom, tem um por-do-sol lindo #fail. Mas, valeu a vista e os km andados. Afinal, o objetivo era comer uma Francesinha, que é o prato típico do Porto. Digamos que é um sanduíche com apenas alguns quilos de queijo, molho e mais outros quilos de batata frita. Além de bom, era barato. Aliás, comer em Portugal é bem barato, beber vinho também!

Fim-de-semana-no-Porto

Francesinha

Fim-de-semana-no-Porto

Outra refeição que valeu muito a pena foi um bacalhau assado, num restaurante bem pequenino que foi super barato e gostoso. Aliás, o Porto é dessas cidades para explorar estes restaurantes que são só uma portinha, com um cardápio do dia e que os donos quem te servem. É sério, além de gostoso, você vai comer comida de verdade e gastar menos de 7€ para almoçar e estou falando de um almoço completo, com sopa na entrada, bebida incluída e se bobear sobremesa. Agora, o único probleminha que você pode ter é entender o português, Meu Deus, um fim de semana no Porto não foi o suficiente e confesso que foi uma dificuldade entender o que eles tavam falando, hahahaha 

Só para encerrar o assunto comida, que está dominando este post, quem é fã de McDonalds tem motivo em dobro para ir na loja que fica na Avenida dos Aliados. Pois, acredite se quiser, ele já saiu em monte de listas e posts sendo considerado o mais bonito do mundo.

Como era sábado, voltei para casa pra descansar um pouco e preparar a barriga pro jantar. Tentamos ir em alguns restaurantes mas tavam todos cheios (façam reserva!) e acabamos num lugar de tapas bem gostoso e com preço bom: um jantar para duas pessoas, com vinho fica tipo uns 30€. A melhor parte é que o restaurante, depois de uma certa hora vira noitada e naquele sábado era samba. Brasil ♥ Fui jovem! Saí deste restaurante e fomos para região das galerias, que são umas 4 ruas paralelas cheias de bares e baladinhas, ou seja, onde jovens se reúnem, hahaha! A melhor parte? Não se paga para entrar nas baladinhas, então, entrou e a música tá ruim, é só ir para a do lado ou mudar de rua. Além disso, nestas ruas tem um monte de bares que vendem bebida tipo cerveja, sangria e drinks e os preços são ótimos. Tipo 1€ a cerveja, 1.50€ a sangria e 3€ uma vodka! :O Agora, se você quer uma viagem pra noitada e aproveitar este preços, passe o fim de semana no Porto, porque durante a semana dizem que a cidade é bem parada!

Fim-de-semana-no-Porto

Para encerrar este fim de semana no Porto, fui conhecer o Palácio de Cristal. Apesar do nome, não tem nenhum palácio de cristal por lá, na verdade já existiu, mas não mais. Porém, o lugar é um Jardim, ou melhor, um parque com uma vista para o rio e bem bonitinho. Ah, quando fui também tinha um daqueles sinais escrito Porto (tipo o IAMSTERDAN) só que de lá. O que é sempre bonitinho para uma foto, né não? Neste jardim vale andar sem rumo, descobrir os cantinhos e ver os pavões que ficam soltos, andando de um lado pro outro.

Fim-de-semana-no-Porto

O fim de semana no Porto pode ser resumido em muita andança and comilança, e agora já era hora de voltar para o aeroporto. O caminho de volta foi tranquilo mais uma vez. Peguei o metrô na estação São Bento, troquei na Trindade e depois direto pro aeroporto, sem stress e sem gastar muito, do jeito que a gente gosta! Para quem está morando na Europa, passar uns dias em Portugal é quase como voltar para casa e matar a saudade de muita coisa que a gente sente falta! 

[ppromo_passagens destination=”OPO” limit=”3″ header_text=”Passagens para o Porto” tags=”post porto” /]

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar: