vista de lisboa

“Ah, cansei do Brasil, é tudo muito caro, violento e não vai melhorar. Vou morar em Portugal”. Se você vive no Planeta Terra, mais especificamente no Brasil, é provável que já tenha ouvido essa frase. Se não, sabe pelo menos de um amigo de um amigo, do tio da fulana ou do vizinho do cicrano que vendeu tudo, juntou as malas e #PartiuLisboa.

Além de histórias assim, quase todos os dias rola uma matéria nova sobre os encantos, os fascínios as belezas de visitar e viver em Portugal. Mas,será que a vida por aqui é tudo isso mesmo?

Antes de responder essa pergunta, deixa eu me apresentar um pouquinho.

Me chamo Juan Salomão e vivo em Portugal há 4 anos. Cheguei ao Porto, segunda maior cidade do país e que fica no norte, em 2014, um pouco antes desse boom lusitano.

Na verdade, quando decidi vir para cá, muitos dos meus amigos me perguntavam: “Mas vai fazer o quê em Portugal?”

Pois é, o que eu vim fazer aqui?

Assim como a nossa blogger-founder-ceo-and-musa do Vamo Comigo, Rebecca Cirino, eu vim fazer um mestrado. A verdade é que desde que fiz um intercâmbio em 2008 e desde que voltei tinha vontade de passar mais um tempo fora. Além disso, estava vivendo no Rio há pouco mais de 3 anos e já estava bem cansado da cidade. Foi então que pensei, vou estudar fora? Cogitei Buenos Aires, Santiago, Portugal e Espanha. Fiz contas, vi as possibilidades, apliquei para mestrados e acabei vindo para cá!

morar-em-Portugal

Ok, agora de volta a 2018…

Acho interessante ter e estar vivendo este boom de Portugal. Posso dizer que todas as semanas recebo alguma mensagem com perguntas de como vim para cá, como é o meu visto, o que eu faço e se valeu a pena virar morar em Portugal. Por outro lado, confesso que vejo muita gente iludida pelas notícias e a falsa ideia de paraíso que criam das terras lusas.

Antes de apontar qualquer coisa, queria deixar algo claro. Quando lemos matérias sobre brasileiros mudando para cá, investindo em imóveis e não sei que mais, tenham uma coisa em mente: são brasileiros ricos! E a verdade é que brasileiro rico é rico em quase qualquer lugar  do mundo, especialmente em países mais baratos como Portugal.

Fiquei na dúvida se começava listando os pontos negativos ou positivos sobre morar em Portugal. Mas, vamos falar do que não é bom primeiro, combinado?

1. Preconceito

Tá vindo para Portugal? Então tenha em mente que você vai sofrer preconceito. Se 98% do mundo acha ser brasileiro cool, Portugal não acha. Ou melhor, até acha, mas não quando o nosso endereço passa ser aqui. Os portugueses amam as nossas músicas, novelas, filmes e a cultura em geral. Mas, é provável que você ouça  algo negativo na sala de aula, no trabalho, dificuldade para alugar casa e uma constante “piada” com o nosso português (aqui chamado de brasileiro). Outra coisa a se ter em mente é o machismo. Portugal é maioritariamente machista e, sim, estou generalizando. Mas, a partir da experiência de relatos de amigas que sofrem com os “piropos” (cantadas) diariamente. Além daquela ideia de sexualidade da brasileira que permeia na mente de todo gringo.

ps.: É importante ressaltar que esta é uma ideia generalista, ok? Resultado das situações que já vivi nestes anos todos!

2. Mercado de trabalho

Acho que uma das perguntas que mais recebo sobre morar em Portugal é: “como é o tal mercado aí?”. Se não for turismo ou alimentação posso responder de olhos fechados: RUIM! Portugal já saiu  da crise e é um dos países europeus que tem despontado no desenvolvimento da sua economia. No entanto, o salário mínimo é baixíssimo (580€), e muita gente recebe este valor, e não é nada fácil conseguir algo que chegue ou que dirá acima dos 1000€. Além disso, procurar emprego sendo brasileiro leva este jogo para o nível hard. Uma vez, comentando com o pai de uma amiga sobre ter enviado CV para tal empresa, ele me disse: “esquece, eles nem olham currículos de brasileiros”.

3. Moradia

Se você está pensando em vir para Lisboa ou Porto, se prepare para encontrar uma bela de uma bolha imobiliária. O crescimento do turismo transformou as principais regiões destas duas cidades em um verdadeiro condomínio de airbnbs, hostels e hotéis. Em Lisboa, alugar um quarto e sala por menos de 600€ é uma missão impossível, já um quarto não sai por menos de 300€. No Porto os preços são um pouquinho mais baixos, 250€ pelos quartos e uns 450€ por um apartamento. Você pode até fazer as contas, converter e pensar, “mas isso é barato”, então volte uma casa e releia o valor do salário mínimo no tópico anterior.

4. Um país pensado para os carros

“Mas Juan, eu fui pra Lisboa e só usei transportes públicos”. É verdade, nas duas maiores cidades, nas zonas centrais, não é preciso de carro. Agora, pensa no final de semana e naquela ideia de conhecer uma cidadezinha ou aquela praia paradisíaca que apareceu no Globo Repórter, então, só de carro. Outra coisa, mas quem vem morar em Portugal em cidades medianas como Aveiro, Braga, Faro, se prepare, pois todas têm um péssimo sistema de transportes. Posso dizer isso pois já morei em Guimarães e Braga, também no Norte e, nessa segunda cidade, o último ônibus do meu bairro para  o centro era às 19h (ou seja, bora andar 40 minutos para sair a noite).

5. Vistos e burocracias

Eita, lá! Senta, espera, espera mais e mais um pouco. De fato, Portugal é um dos países mais tranquilos para imigrantes brasileiros. No entanto, com o aumento da demanda tudo tem estado atrasado. Só para se ter uma ideia, eu renovei a minha residência em Fevereiro, estamos em Junho e nada do meu documento chegar. Além disso, na hora de pedir  o visto prepare-se para ter documentos apostilados, autenticados, cópias, originais, renda, endereço, vida, papagaio, cachorro e periquito. Ah, e se faltar uma folhinha e uma assinatura, tem que entrar na fila de agendamento novamente e esperar aí na média de uns 6 meses (não, não estou exagerando).

morar-em-Portugal

Ok, agora você que estava com a ideia de morar em Portugal deve tá se perguntando: “Juan, meu filho, que que cê tá fazendo aí?”

Bom, eu falei que ia começar com a parte negativa, para assim quebrar todo o encanto criado pela Glória Maria no Globo Repórter, né! Mas, também trago vantagens sobre morar em Portugal:

1. Tranquilidade e segurança

Talvez seja um dos sonhos de consumo de qualquer brasileiro. Andar em #pas e sem medo de ser assaltado. Aqui rola isso, rola porta de casa aberta, rola deixar o laptop na mesa do café e ir ao banheiro, rola esquecer o celular em algum lugar e recuperá-lo, rola da polícia ligar pra você e avisar que a sua carteira foi encontrada e que seus 20€ ainda estão lá dentro. O português é extremamente pacífico e tranquilo no seu dia a dia. Aliás, para quem vem das cidades grandes do Brasil, essa tranquilidade pode ficar num limbo entre vantagem e desvantagem. Pois, morar em Portugal é sinônimo de tranquilidade, em todos os sentidos da palavra.

2. Preços

Sim, os salários são baixos. Mas, tirando os aluguéis (em Lisboa e no Porto) o restante da vida não é cara. Sair pra jantar, tomar um vinho com os amigos, balada, supermercado e compras no geral tem um preço bem ok, principalmente se comparado com o restante da europa. Além disso, durante o verão, há muitos programas gratuitos e opções de lazer que não custam nem um centavo e para mim isso é uma das grandes vantagens de morar em Portugal.

3. O estilo de vida

Aqui é uma opinião bastante pessoal. O estilo de vida português, assim como do restante da europa, é bastante tranquilo. Esqueça a influência americana do “Time is Money” e abrace a calma do velho continente. Aqui tem tempo garantido de almoço durante a semana, acompanhado de vinho, jantar com a família, que por sinal é a maior das prioridades e a capacidade de sentar num café e simplesmente “ver o movimento”. Como bom mineiro, que adora acompanhar a vida da janela, confesso que me adaptei muito as tardes em café ou almoços de duas horas, sem aquela pressa de comer e pagar a conta correndo.

4. A questão geográfica

Aqui eu falo de dois elementos diferentes. O primeiro é o fato de Portugal ser pequenino e eu adoro isso. Porque? Em apenas duas horas de estrada dá para ir a neve e a praia. Com poucos quilômetros você sai de um clima de mar para o da montanha, de vegetação para deserto, do calor para o frio. Apesar das dimensões, Portugal tem paisagens, comidas,estilos, culturas e muitos sotaques diferentes. Além disso, o fato de em 1h/2h estar em qualquer grade capital europeia e com as low-costs (Ryanair, EasyJet e Vueling, por exemplo) dá para passar um fim de semana em Paris, Milão, Londres ou onde você encontrar uma passagem a 9.90€.

5. Os portugueses

Eu sei que falei um pouco mal dos meus queridos Tugas no início deste texto. Mas, eu gosto E muito deste povo. À primeira vista, eles podem parecer grosseiros (para nós brasileiros), mas isso se dá pela maneira direta como se expressam e até mesmo pelo sotaque, especialmente no norte que é bastante carregado. Mas, toda essa ideia vai embora depois que você abre um sorriso e começa a conversar. Faça perguntas sobre Portugal, eles adoram responder. Se mostre curioso sobre as cidades, paisagens, comidas, músicas e sotaques. Eles não vão economizar tempo para explicar tudo e mais um pouco. AND faça amizades com os portugueses, pois eu posso garantir que uma vez que eles abrem a porta de casa, nunca mais fecham!!!

E aí? Ainda pensando em largar tudo e vir morar em Portugal ou te fiz desistir da ideia?

Abraço,

Juan

Clique aqui para mais textos sobre morar fora

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por Juan Salomão
Produtor de conteúdo, mora em portugal há 4 anos e ama comer francesinha (sem glúten e vegetariana).