vamo comigo - familia

Há 7 anos eu sai de casa e a foto acima foi apenas mais um natal que eu não pude estar presente. A cada ano eu me distanciava mais e mais daquela cidade que eu conheci como casa. E quanto mais eu me afastava, mais eu entendia que o meu lugar era estar distante porque era aquela andança que me fazia feliz, e se eu posso deixar um conselho pra você que hoje está longe, seria: Vamos permanecer tão corajosos quanto antes! Porque a nossa gente está em casa esperando por nós: estão ansiosos para nos ver. Povo, preparem seus abraços, nós precisamos deles!

distância é valorizar um café com sua gente, sentado na mesa da cozinha, depois do almoço de domingo. Ou os pezinhos enterrados na areia, passeio no shopping ou se jogar no sofá da sala.  Você sente falta de pequenos detalhes e anedotas que estando perto, você nem percebe. Estando longe você sabe o gosto de um abraço de boas-vindas e que é o seu favorito. Tornando o abraço de despedidas o mais amargo que você ja imaginou.

Distância é o mundo se levantar um dia e arrumar as malas para ir embora. Sem saber exatamente o que você fez até você passar alguns meses. E quando você começa a estar consciente da decisão que você fez, vá em frente. Porque sim, oras. Uma vez que a distância é assim, as possibilidades serão proporcionais e têm um maior valor. Você olha pra o que ficou na estrada e diz: não to sofrendo a toa né? algo tem que fazer sentido!  Ter um pé em um lugar e outro pé, do outro muitas vezes é uma luta interior entre seus sonhos e sentimentos.

A distância é ter dias em que você quer se teletransportar, querer ainda mais do que quando você era pequena e confiar que um dia será possível.  É se perguntar se não existe mesmo outra opção de cruzar o atlântico em menos de 8h sem ser de avião. Aí sua cabeça te diz que é impossível e você suspira.

vamo comigo - distância

A distância são as surpresas e os detalhes. Ela é mensagem de voz, o fuso horário, os aniversários com desejos pelo Facebook, o Skype com vários “to com saudade” e o inseparável whatsapp. Você se lembra de alguém quando ver ou ouve qualquer coisa na rua e não é capaz de evitar mandar uma mensagem e compartilhar aquilo com alguém. Salve o instastories/snapchat, a tv da vida real. A distância é assumir que você é o amigo que nunca vai ta lá e que sua mãe tem que assumir que você é filha uma invisível e que custou um pouco mais.

A distância é aprender a viver para si mesmo, para simplesmente ser. Ela passou muito dias maus e bons tempos. Dias de querer deixar tudo e dias de querer ficar lá para sempre. Você se sente sozinha e de repente percebe que suas pessoas estão lá, ainda que longe. Aprende que que você nunca vai estar sozinho, porque os corpos a distância que separa, não corações.

A distância só entende quem ta longe, quem ta sozinho. A distância não é carência, é puro amor… é amar o que a gente nem sabia que amava tanto. A distância doi muito muito mais pra quem se vai, porque pra quem fica nós podemos deixar aquele vazio mas as pessoas que ficam ainda continuaram tendo aquelas coisas banais que nós não temos mais.

Mas sabe o que nos conforta quando tudo parece estraçalhar nosso coração? é que o nosso povo está em casa esperando por nós: e estamos ansiosos para vê-los! Agora meu conselho vai pra quem ficou: Prepare seus abraços, porque nós precisamos demais deles.

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por rebecca
Ex- futura arquiteta, antiga Diretora de Arte e Mídia, atual Analista de Marketing Digital e para sempre Nômade.