Estação do Oriente em Lisboa

Verão europeu está chegando e isso significa férias prolongadas no hemisfério norte. Por mais que isso não mude muito pra gente, já já começam pipocar as muitas fotos com a #eurotrip no feed do instagram e a gente fica como? Doido pra comprar uma passagem, né! Agora, se por aqui isso é quase uma raridade, viajar de trem na Europa é algo bem corriqueiro e que deve ser incluído no seu roteiro, por menor que seja o trecho.

Quando estamos montando um roteiro pro lado de lá do Atlântico, por causa das curtas distâncias – and o preço pra chegar lá – acabamos querendo colocar o maior número de cidades possíveis (mas dessa cilada a gente fala depois) e um dos meios de transportes mais antigos acaba por ser uma mão na roda. Então, se você quer aprender como viajar de trem na Europa, vem comigo, ou melhor, VamoComigo que eu te explico tim-tim por tim-tim.

Viajar de trem vale a pena?

A primeira pergunta que eu mais ouço é essa. Posso dizer que há muitas respostas, pois são muitos os fatores que podem variar na sua viagem de trem pela Europa. Mas, antes de falar de cada uma delas, quero deixar bem claro que vale a pena sim, nem que seja a experiência de aproveitar uma viagenzinha curta, admirar as paisagens pela janela, pensar na vida, fazer uns stories, rsrs, e curtir a viagem.

Mas tudo depende de quanto tempo você tem e se o custo benefício vale. Por exemplo, certa vez eu tinha que ir à Florença para um congresso e nessa época eu morava em Paris… então coloquei na cabeça que iria de trem porque assim eu iria parando em várias cidades e aproveitando a viagem… a ida parece uma ideia incrível porque fui de Paris à Lyon, depois Lyon à Milão e depois Milão Florença… 1 semana de paradas. Mas e a volta? o trem fazia o mesmo trajeto e eu não pensei em parar nessas cidades mais porque já tinha parado na ida, resultado: passei 8h fucking horas sentada no trem, que vale lembrar: não oferece nenhum tipo de entretenimento à bordo ne, comidinhas pra passar o tempo. Me ferrei! Cheguei em Paris com dor na bunda haha de verdade. A passagem de avião estava apenas 30 euros mais cara…. kkkk

Viajar de trem na Europa é barato ou caro?

Num continente onde as companhias aéreas low-cost imperam, viajar de trem na Europa tá longe de ser a opção mais barata nas distâncias mais longas. Se você idealiza um Paris-Roma de trem, cortando não sei quantos países e cidades prepara o bolsito, quando cruza a fronteira o preço aumenta. Até porque, fazer essas viagens na classe econômica não é nada confortável. Mas, calma lá, não estou sendo pessimista. Com planejamento dá para aproveitar o melhor de todos os mundos.

Como planejar a minha viagem de trem na Europa

Depois que você decidiu para onde vai, fica mais fácil saber quais são as melhores maneiras de ir de um lado para o outro. Hoje em dia tem avião barato, aplicativo de carona e o trem, então, tem que analisar tudo muito direitinho. Agora, se você encasquetou de ir de trem, ou foi mesmo a melhor opção, bora ver o que é preciso saber.

Compre com antecedência

Assim como as passagens de avião, os bilhetes de trem também variam de preço. Nem sempre isso significa algo ruim. Pois, muitas vezes, dá pra achar lugar na primeira classe pelo preço da segunda. Ou seja, mais conforto, mais experiência – às vezes, comida grátis – por um precinho camarada. Agora, se o lance é economizar, vai na segunda classe mesmo pagando uma mixaria.

viajar-de-trem-na-europa

Veja os horários e duração da viagem

Precisa chegar no seu destino mais rápido ou não faz diferença? qual horário pretende viajar? É preciso ter essas perguntas no seu planejamento para saber quais os melhores horários e opções para a sua viagem. Se você quer ir de Milão a Florença, por exemplo, há vários horários e as viagens podem durar de 1h30 à 4h. Tudo depende do seu orçamento e vontade de ficar com a bunda quadrada (e dói viu? kkkkk)

Verifique se há concorrência

Em alguns países, existe apenas uma empresa que faz as viagens de trem como, por exemplo, a CP, em Portugal ou a Renfe, na Espanha. Mas, é sempre importante ver se há concorrência por motivos de achar passagens mais baratas. Um exemplo é a Itália, você pode viajar com a Trenitalia ou Italo, vá no site das duas, compare os preços e veja o que funciona melhor para você.

Cidades próximas

Outra grande vantagem de viajar de trem na Europa é poder conhecer as cidades próximas das grandes cidades. Nessas horas, vale a pena ir até a estação central e verificar a disponibilidades de passes de 1 dia inteiro, assim dá para correr e conhecer duas cidades num dia só, por exemplo na Holanda que da pra ir de Amsterdam para Zaanse Schans ou até Florença para Siena.

Interrail: a Europa sobre trilhos

Se você tem algum amigo europeu, é provável que já tenha ouvido falar do Interrail. Este nome nada mais é do que a possibilidade de viajar de trem por toda a Europa, conhecendo quantos países que você quiser. As passagens são compradas por quantidade de dias e número de países, considerando sempre as questões anteriores como horário e classe. Quem tá pensando em fazer um mochilão, essa é uma opção a se considerar e que pode ajudar a economizar uma grana. No site da Eurorail dá para se ter uma ideia dos preços e das possibilidades. Divirtam-se!

Dicas de comportamento e segurança no trem

Aqui vai uma informação muito importante. Convivemos com tanta insegurança no Brasil que basta entrar no avião para achar que tá tudo certo, né? Errado! Não é porque você tá viajando de trem pela Europa que não corre risco nenhum de ser roubada, já falei disso aqui né!. Os trens costumam ter um espaço para as bagagens maiores, alguns deles contam com um cadeado ou um cabo de aço para proteção, mas não são todos. Eu costumo colocar a minha sempre por baixo para dificultar né, rsrsrs! Agora, mochila, bolsa, laptop e essas coisas viajam grudadas comigo. Ah, e se tiver viajando sozinha levo para o banheiro comigo se for preciso. Não é para ficar em paranóia, mas, não vale a pena estragar a sua viagem de trem pela Europa né. Outra dica de algo que não pode deixar de fazer é validar o seu bilhete. Como não estamos acostumados a viajar de trem isso nem nos passa pela cabeça, mas não basta ter as passagens impressas para sentar na sua poltrona. Você tem que sempre validar o seu ticket nas máquinas específicas para isso antes de embarcar. “E se eu não fizer isso?”, Multa e alta e em Euro, vai arriscar? Eu mesma já fui multada porque não sabia que tinha que fazer isso, só que o fiscal teve pena de mim e ao invés de 50€ me cobrou apenas 5€. Ou seja, valide a sua passagem e viaje em paz!

o trem É  MUITO PONTUAL, então cuidado não se atrase

Se na sua passagem tá marcando que vai sair às 13:53 pode ter certeza que esse vai ser o horário. Quando há atrasos (o que é muito raro) eles avisam através dos paineis e anúncios. Existem ainda empresas que te reembolsam o valor mesmo você fazendo a viagem com atraso, haha, é raro, mas já aconteceu comigo na França

Para finalizar, queria compartilhar outra grande vantagem em relação as low-costs aéreas que são as bagagens. A maioria das companhias de trem não impõem limites de bagagem, então rola aquele malão de 32kg ou mais, só tem é que ter força para subir no vagão, hahaha!

Partiu viajar de trem na Europa?!

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por Juan Salomão
Produtor de conteúdo, mora em portugal há 4 anos e ama comer francesinha (sem glúten e vegetariana).