“Cuidado viu?” minha mae sempre diz.

Mesmo se é quando eu saio a noite com meus amigos, se eu viajo sozinha pelo mundo ou se eu vou ali na esquina, ela sempre diz: cuidado viu? Eu sei que minha mãe não deseja mais que a minha felicidade, mas o medo que algo me aconteça quando eu estou viajando é algo que poderia tirar o sono dela todas as noites. E essa carta é para todas as mães que se preocupam com suas filhas que não querem outra coisa além de colecionar carimbos no passaporte, colocar tudo o que tem dentro de uma mala e sair por aí. Essa carta é pra você também, papai.

Queridos pais,

Para vocês, pode parecer assustador pensar que sua filha esta em outro país com pouco ou quase nenhum conhecimento da cultura daquele lugar, mas é isso que nos faz vibrar. Isso é o que nos ensina que as lições da vida não podem ser ensinadas em salas de aula. Isso é o que nos faz acreditar que a gente pode fazer qualquer coisa, e pode acreditar, a gente acredita de verdade que podemos fazer qualquer coisa. A vida é sem limites. Viajar nos mostra que existe mais da vida que trabalhar por um salário mínimo e ir se virando com o que tem. Não há educação melhor que as lições que nos ensinam enquanto viajamos.

Vocês provavelmente se preocupam com a  nossa segurança, é normal. Mas a gente é inteligente, somos capazes e independentes. Realmente sabemos tomar conta de nós, eu juro. Vocês podem temer o pior a cada vez que a gente informa à vocês o que estamos planejando para o futuro mas o mais importante é lembrar que vocês não devem sentir medo pelo o que pode acontecer, ao invés disso deixa-nos aproveitar essa montanha russa da vida e vejam até onde ela vai, eu prometo que será bem longeeeee (Ásia talvez? haha)

Não estamos sozinhas a gente só saiu de casa sozinha. Não se preocupem, nos nossos destinos fazemos amigos, criamos laços tão fortes que vocês talvez não entendam porque dura apenas 1 semana ou 1 mês, mas somos acolhidas por estranhos sim e também aprendemos como não confiar 100% neles, podem ficar tranquilos. Dormimos em seus sofás, uns viram nossos irmãos, outros apenas colegas, como toda e qualquer vida, pessoas vem e vão. A diferença é que quando a gente consegue construir um laço forte eles estarão espalhados por todo o mundo e a partir de um certo momento, você não precisará mais se preocupar que sua filha está sozinha porque aquele amiga indiana vai cuidar da sua pequena pra você.

Vocês podem pensar que que a gente vaga pelo mundo sem nenhum objetivo maior na carreira mas aí é que ta: a gente pretende ficar perdidas mesmo. Estar perdida aos 24 anos de idade é muito melhor que aos 40, olhando pro passado e com arrependimentos por não ter corrido nenhum risco, concorda? Vocês também podem estar preocupados que a gente esta estragando suas esperanças de qualquer tipo de carreira de sucesso devido as nossas constantes mudanças de trabalhos e cidades mas talvez a gente não tenha outro caminho. Viajar realmente tem o poder de mudar nossas vidas completamente e não importa o quão cliche isso possa ser, isso também é uma carreira e a melhor de todas: porque nos completa por inteiro.

Sabe, essa geração é diferente. Essa geração tem tantas oportunidades, e ir pra universidade, receber um diploma, ter um emprego pra vida inteira exatamente nessa ordem não é mais um objetivo pra quase ninguém. Viajar é mais que um abrir de olhos, é uma imersão que nenhum livro poderia proporcionar, porque você escreve seus próprios capítulos e conta sua própria história. Existe algo melhor que uma boa e verdadeira história?

Lembrem-se, quando a gente se vai, a gente sente falta de casa todos os dias mesmo quando não parece. Você pode não ver os momentos mais difíceis. Às vezes  a gente chora a noite porque sente falta da normalidade da vida e o apoio das pessoas que a gente conhece a mais de 20 anos. Os momentos quando a gente dorme mal, quando a gente ta quase sem dinheiro e os momentos quando tudo o que a gente quer é voltar pra casa e receber um abraço seu. Nós provavelmente não diremos que andamos tristes por aí mas sim diremos os momentos maravilhosos que estamos tendo. A gente não quer preocupa-los com os problemas que temos. Aprendemos a não confiar apenas em vocês mas sim em nós mesmo. Mas sempre lembrem, que não importa o que aconteça, a gente sempre vai voltar pra casa mesmo que seja por alguns dias, só para respirar. Nossa casa sempre será onde o nosso coração esta.

Fiquem tranquilos, vocês fizeram um ótimo trabalho nos preparando para o resto das nossas vidas, agora ta na hora de deixar a gente viver, abrir nossas asas e voar, livre.

com amor,

Suas filhas

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por rebecca
Ex- futura arquiteta, antiga Diretora de Arte e Mídia, atual Analista de Marketing Digital e para sempre Nômade.