O Vale da Lua é a primeira atração que aparece quando pesquisamos sobre a Chapada dos Veadeiros. Mas, a verdade é que há muito mais lugares e muitas cachoeiras que valem a pena entrar no seu roteiro, especialmente a Cachoeira Santa Bárbara. Outro fato que sei bem é que quando estamos pensando em uma viagem de natureza, especialmente pelo Brasil, acaba rolando um monte de dúvida sobre como chegar, o que fazer, onde se hospedar e tudo mais. Exatamente por isso, tenho criado escrito alguns posts mais detalhados para compartilhar como eu organizei a minha viagem e o que acho que vale a pena.

Como falei ali no início, a Chapada dos Veadeiros é cheia de lugares incríveis e, por isso, é preciso se organizar. Um dos pontos que é imperdível é a Cachoeira de Santa Bárbara. Mas, para conhecer este pedacinho de paraíso é preciso ainda mais organização do que qualquer outro ponto turístico da região. O motivo? Vamo Comigo neste post que eu já explico tudinho 🙂

A Cachoeira Santa Bárbara

Se você ainda não ouvir falar deste lugar, se prepara, porque eu curti demais este passeio. Escondida no meio do cerrado e com uma queda de 30 metros de altura, a Cachoeira Santa Bárbara é, na minha opinião, a mais bonita da Chapada. A cor azul cristalina também é outro diferencial que confesso que me lembrou muito os fervedouros do Jalapão.

A Cachoeira Santa Bárbara fica na zona rural de Cavalcante, uma das três possíveis cidades que pode se hospedar para conhecer a Chapada dos Veadeiros. Assim como muitas outras cachoeiras, paga pra entrar mas diferente das que eu fui a cachoeira é propriedade da comunidade de Kalunga, ou seja, a administração e lucros dos acessos são da comunidade e eu achei isso demais!

caixa d'agua comunidade Kalunga

foto da caixa d’agua da comunidade com essa frase que encheu meu coração de amor <3

Organizando o seu passeio na Cachoeira Santa Bárbara

O Centro de Atendimento ao Turista (CAT), em Cavalcante é o ponto zero para aqueles que desejam conhecer a Cachoeira Santa Bárbara. Isso porque é lá que você poderá contratar um guia para visitar a cachoeira. Sim, só é possível fazer este passeio com guias que, no geral, são pessoas da própria comunidade que conhecem tudo por lá. Não suba para a cachoeira sem um guia, há chances de você não entrar.

O passeio para a Cachoeira Santa Bárbara também inclui a visita a Cachoeira da Capivara. O valor da entrada pras duas é de R$ 30 + o guia que custa em média R$120, que não é por pessoa é por grupo! kkkkk Grupo de até 8 pessoas, fica aproximadamente R$12,50 para cada. Se não, vale a pena socializar e aumentar o seu grupo para diminuir os custos, né 🙂

Chegando na Cachoeira

Para conhecer a Cachoeira Santa Bárbara é preciso um pouco de disposição. No meu caso, significou acordar às 5h30 para esta lá às 7h. Mas, gente, se for para passear a gente acorda, né? kkkk Eu estava hospedada em Alto Paraíso e precisei ir até o CAT de Cavalcante para conseguir um guia (tem que chegar cedo mesmo porque todos que passam lá já pegam um guia para subir kkkk) e até o início da trilha são 28 quilômetros de estrada de terra.

Chegando lá você vai da de cara com uma multidão de gente kkkk porque só são permitidas 300 pessoas por dia na cachoeira e é por isso que eles distribuem senhas para quem chega primeiro (viu que tem que madrugar?). O guia pega a senha pro grupo e agora é esperar…  ZzZZZzZz e demora viu? a gente chegou lá 7h e só fomos chamados quase 11h da manhã. Uma vez chamados, a gente paga as duas cachoeiras (R$20 Santa Barbara e R$10 Capivara) e corre pro abraço 🙂 na verdade se você estiver de carro, você vai até um certo ponto da entrada, se o carro for baixo tem um “transfer” de R$5 pra te deixar a alguns metros que começa a trilha.

pessoal esperando a vez na Cachoeira Santa Bárbara

Existem grupos que não ficam esperando a entrada e vão primeiro para a Capivara que o acesso é livre, só que o problema é que você pode ser chamado para entrar na Santa Bárbara e não estar no local pois elas são caminhos bem opostos e distantes pra você sair correndo kkkk mas aí é uma escolha do grupo.

cachoeira da capivara

Sobre as trilhas

A trilha para a Cachoeira Santa Bárbara, no geral, é mais tranquila, exceto em alguns pontos de subida e descida, além da atenção com a vegetação e tudo mais. Chegando lá, a gente fica de queixo caído. O poço formado é azul e reflete com o sol, como disse, lembra demais os fervedouros do Jalapão. Agora, é importante saber que cada grupo só pode permanecer por 1 hora na Cachoeira, por isso vale a pena ir cedo, pois assim ainda tem o restante do dia para passear mais. Além disso, tem que lembrar que o último grupo só entra até às 15h, mais um motivo para acordar com as galinhas, ou até antes! O local é muito concorrido mesmo, mas você pode dar sorte e pegar ela vazia 🙂 E ela é linda, vale todo o perrengue! ♥

cachoeira santa barbara

A trilha Cachoeira da Capivara que é um tanto desafiadora e íngreme, ou seja, prepara o joelho para a volta. Por lá, ficamos uns 40 minutos com o guia, tempo suficiente para tirar foto e congelar na água, que eu achei a mais congelante de todas que fui kkkk mas nada assustador, na trilha você sua muito e cair na água gelada é mara! Saindo de lá da pra almoçar por Cavalcante e se tiver disposição incluir alguma outra cachoeira no roteiro kkkk como a Cachoeira de Candaru!

cachoeira candaru

Informações importantes sobre o passeio

Qualquer passeio de natureza exige o cuidado com alguns pontos muito importantes. Preparei uma lista que vale a pena levar contigo, para não esquecer de nada e não passar perrengue.

  • Passe bastante filtro solar e repelente, de preferência a prova d’água para não poluir. Estamos falando do Cerrado brasileiro, então é sol queimando a testa desde cedo;
  • Leve água e lanches. Você vai andar muito e não há infraestrutura para comer ao longo do caminho;
  • Evite carregar a sua mochila, leve apenas o essencial. Assim, a sua caminhada vai ser bem mais tranquila;
  • Se for em um final de semana ou alta temporada, tenha em mente que vai estar cheio. Sendo assim, você pode sempre optar por sair o mais cedo possível ou ter paciência para tirar um foto sem ninguém ao fundo;
  • A visita a Cachoeira Santa Bárbara pode ser feita das 7h às 17h e a última saída do CAT é às 15h, pode ocorrer que você consiga entrar ainda nesse horário, depende muito do fluxo de pessoas.
  • Leve sempre um saco para recolher o seu lixo e respeite a natureza.
  • É obrigatório a contratação de um guia
  • Entrada custa R$20 e da Capivara R$10
  • Vá de tênis, a trilha vai se tornar mais segura
  • Contrate um Seguro Viagem caso seu plano não atenda no estado de Goiás, os hospitais públicos ao redor mesmo tendo um atendimento básico nunca se sabe o que pode acontecer 🙂 Falei mais sobre seguro viagem no Brasil aqui

Partiu Cachoeira Santa Bárbara? Se organiza então com estas dicas e conheça mais um canto desse nosso Brasil pelo qual eu fiquei ♥  

fimdepost_vamocomigo

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por rebecca
Ex- futura arquiteta, antiga Diretora de Arte e Mídia, atual Analista de Marketing Digital e para sempre Nômade.