No mesmo final de semana que visitamos o Museu da II Guerra Mundial e a cidade de Étretat, conhecemos as principais praias onde houve o desembarque das tropas aliadas na Normandia. Pra quem gosta de história, ver e entender como funcionou o desembarque das tropas nas Praias do Dia D na Normandia é muito legal. É uma pena que a gente foi no inverno (ou fim dele) porque tava um frio triste, mas pelo menos tava um solzinho agradável. Começamos o dia indo para St Mère Église, uma cidadezinha do tamanho de nada e que teve um episódio curioso durante a guerra.

Durante as ofensivas do dia D, vários soldados pularam de de para-quedas na região do ataque, porém John Steele, coitado, acabou caindo em Sainte-Mère-Église, cidade totalmente dominada por alemães e pior tava indo em direção a praça principal onde os alemães já começavam a atirar contra aqueles paraquedistas. Ele se feriu com tiros mas o “sortudo” acabou se prendendo na torre da igreja principal da cidade e assistiu toda a batalha de cima, vendo todo mundo sendo morto ele se fingiu de morto também, pendurado la em cima. Resultado: ele chegou a ser capturado pelos alemães mas fugiu em seguida e foi herói na libertação da cidade. Que doideira… Na igreja até hoje tem um boneco pendurado na igreja que representa essa história de John que morreu com seus bem vividos 69 anos, massa né? Dava um filme.

O tempo virou mermo na hora da gente ir visitar a primeira praia, Utah Beach. Lá não tem absolutamente nada de uau! Só alguns monumentos e da pra gente imaginar mais ou menos como foi essa ofensiva… Inclusive fica a dica de visitar primeiro o museu em Caen e depois ir conhecer as praias, porque você entende melhor como tudo aconteceu.

 

Depois partimos para La Pointe du Hoc, um local lindo (porém tava nublado) onde era uma das bases alemãs e tenho duas histórias pra contar de lá:

  • Um dos soldados franceses, de 23 anos que foi atacar essa base, tinha 2 anos de casado quando embarcou nessa doideira de guerra e acabou sendo morto, sua viúva morreu com 76 anos e pediu pra ser cremada e suas cinzas jogadas naquele lugar 🙁 A mulher ficou sozinha por 76 anos… que tristeza 🙁
  •  A GENTE ENCONTROU COM A NATALIE PORTMAN wtf?! hahaha ela tava lá com o marido e o filho e a gente estragou o final de semana da moça reconhecendo-a. Ela disse “hi” e fugiu com um oclão e um lenço no rosto… deve ser uma merda ser reconhecida em qualquer lugar e não poder aproveitar nada 🙁

De lá, mortos de fome a gente foi pra praia de Omaha e aeeeee o sol saiu! E a gente perdeu a tarde inteira no almoço, conversando merda e andando pela praia que é lindinha! A gente não viu o tempo passar e a nossa última parada ia ser no cemitério americano (aquele que aparece no começo do filme do Soldado Ryan) maaaaaas a gente chegou lá e já tava fechado 🙁 Daí a gente correu pra ir no Cinema 360 que falei no post passado e olha: sensacional.   

O cinema como falei, é o Arromanches 360, custa €5 se você não comprar no pacote do museu de Caen (é de graça pra quem é desempregado!) e é emocionante fechar a viagem assistindo-o. É um filme de 19min em uma tela de 360º onde a gente fica em pé e não sabe pra onde olhar. O filme foi dirigido por  Frédéric Lumière, só o sobrenome fala por si só. Esse é o link do  trailler do filme tem esse video que eu fiz pro meu pai dá uma ideia de como é o cinema, ta bem bosta e  curtinho, mas assistir ao vivo é genial.

Em Arromanches les Bains, a cidade onde fica o cinema e ainda existe as plataformas onde os Aliados construíram um porto artificial para desembarcar carros, máquinas e exércitos após o sucesso da ofensiva, surreal! Passeamos pela praia e o dia se findou… muita informação! A cidade é bem lindinha.

A gente voltou pro camping exaustos e no outro dia teriamos mais outro lugar sensacional pra visitar, fora da área de guerra, a gente queria sombra e água fresca 😀 A cidade de Étretat!

Assine a nossa newsletter

Recebe aí as novidades no teu email e ajuda o blog a crescer

Não irei dar, trocar ou vender o seu endereço de e-mail, ta? É confidencial, prometo!

Compartilhar:
Escrito por rebecca
Ex- futura arquiteta, antiga Diretora de Arte e Mídia, atual Analista de Marketing Digital e para sempre Nômade.